Logo ATME flat site.png

CONHEÇA UM POUCO SOBRE A MAREMOTRIZ

A solução maremotriz converte energia cinética das marés, em energia elétrica. O sistema é modular e equipado com controle e sensoriamento remoto.
Energia maremotriz, ou energia das marés, é o modo de geração de energia por meio do movimento das marés. Dois tipos de energia maremotriz podem ser obtidos: energia cinética das correntes devido às marés e energia potencial pela diferença de altura entre as marés alta e baixa.

 

O aproveitamento da energia das marés pode ser feito a partir de centrais elétricas que funcionam por ação da água dos mares. Sistemas mais antigos demandam uma diferença de 7 metros entre a maré alta e a maré baixa para que o aproveitamento desta energia seja viável. As tecnologias mais modernas necessitam de apenas 1 metro para poder gerar energia, justamente a tecnologia utilizada pela ATME | Eco Solutions.
 
Qual a origem da maremotriz?

A França foi pioneira na geração de eletricidade a partir da energia das marés; em 1967 entrou em operação a usina de La Rance com uma capacidade de 240 MW(mega watt). Era a maior usina maremotriz do mundo até 2010, quando entrou em operação a usina de Sihwa, na Coréia do Sul, com uma potência total de 260 MW.
 
A transformação da enegia provinda das marés não é algo novo na humanidade. O potencial energético das marés é utilizado desde o séc. XI, na costa da Inglaterra e da França, para a movimentação de pequenos moinhos, que utiliza o mesmo princípio dos atuais e modernos sistemas de geração de energia.
 
Inicialmente, na Europa, existiam pelo menos duas destas centrais: uma no norte de França e outra na Rússia. Entretanto, há projetos mais modernos, com uma tecnologia mais eficaz, superiores aos anteriores: Um em Gibraltar e outro no porto de Jaffa, em Israel.
 
Princípios da Maremotriz

 

O Sol e da Lua interferem nas marés (mudanças no nível do mar) por meio da força gravitacional. No sistema Lua-Terra-Sol, três diferentes corpos permanecem se movimentando um em relação ao outro graças a energia potencial contida neste sistema. A energia das marés, pega exatamente essa energia potencial e transforma em outros tipos de energia para o consumo humano.
 
A energia maremotriz tem a maior concentração de energia renovável. Ondas do mar são o resultado da concentração de energia a partir de várias fontes naturais, tais como sol, vento, marés, correntes oceânicas, lua, e rotação da terra. Ainda, as ondas são originárias de vento e tempestades do mar aberto e podem viajar longas distâncias sem perda significativa de energia, a produção de energia é muito mais estável e mais previsível. Isso reduz o risco do projeto.
 
Benefícios da maremotriz

 

A energia maremotriz contém cerca de mil vezes a energia cinética do vento. Por isso, permite que dispositivos menores e menos visíveis produzam energia. Além disso, sendo a água 850 vezes mais densa que o ar, isso resulta em uma potência bem maior produzida por ondas ao longo do tempo. Teoricamente você pode extrair 40 MW de potência por km de costa onde há ondas suaves (digamos 1 m de altura) e 1.000 MW por km de costa onde a altura de onda é de 5 m. 
 
Ao contrário de energia eólica e solar, a energia maremotriz continua a ser produzida durante todo o dia e noite, enquanto que a velocidade do vento tende a diminuir de manhã e à noite. A energia solar depende de sol e nebulosidade. 
 
Potenciais

 

Um total de dois terços da população do mundo - 4 bilhões de pessoas - vive a menos de 400 quilômetros de um litoral. Pouco mais da metade da população mundial - cerca de 3,2 bilhões de pessoas - ocupam uma faixa costeira de 200 km de largura, o que representa apenas 10 por cento da superfície terrestre do planeta. Com esta distribuição da população e um número crescente de seres humanos e desenvolvimento de atividades industriais e do setor elétrico, a necessidade de energia maremotriz para estas regiões costeiras torna-se evidentemente inegável.
Algumas recomendações devem ser levadas em consideração. Quanto maior a onda matriz, melhor desempenho do sistema. Entre os locais com potencial para a produção de energia das marés estão a baía de Fundy (Canadá) e a baía Mont-Saint-Michel (França), ambas com mais de 15 metros de desnível. No Brasil, podemos destacar o estuário do Rio Bacanga, em São Luís (MA), com marés de até 7 metros, e, principalmente, a ilha de Macapá (AP), com marés que atingem até 11 metros.

 

De acordo com o Conselho Mundial de Energia, o potencial de mercado da energia maremotriz é de um trilhão de dólares americano.
Sobre a tecnologia

 

Os conversores extraem energia maremotriz por meio de flutuadores exclusivamente projetados: os modelos “Wave Clapper" e o "Power Wing" sobem e descem pela movimentação das ondas do mar, pela força de levantamento, mudança do nível de água, bloqueio hidráulico de ar e fluxo incidente de ondas. 

 

O "Wave Clapper" e o "Power Wing" estão totalmente equipados com sensores que monitoram continuamente o desempenho dos diversos subsistemas e do oceano. Como resultado, os dados são transmitidos para a costa em tempo real.

 

No caso de tempestades, o sistema automaticamente "reconhece" o tipo de ondas e, independentemente, "decide" elevar os flutuadores sobre o nível de água, ou criar um processo de submersão de flutuadores no mar, a fim de proteger o sistema contra danos mecânicos.
Imagem1.png
Quando as alturas das ondas retornam ao normal, o sistema destrava e reinicia a conversão e transmissão de energia elétrica para a costa. O movimento dos flutuadores é então utilizado para enviar energia para a terra por um cabo submarino. A sala de máquinas com sistema hidropneumático (localizado em terra, como uma estação de energia comum), converte a energia deste movimento em fluido pressurizado, que por sua vez é utilizado para movimentar o gerador, produzindo energia elétrica.
Uma das nossas grandes vantagens é que apenas os flutuadores e pistões ficam localizados na água e todo o restante dos equipamentos técnicos opera em terra, melhorando assim a confiabilidade e proporcionando fácil acesso para manutenção e reparos. Os flutuadores são presos por braços robustos para qualquer tipo de estrutura, tais como, (mas não se limitando a) quebra-mares, ancoradouros, mastros e plataformas fixas ou flutuantes.
Estruturas modulares

 

Um grande benefício do nosso sistema é ser modular, o que significa que pode-se adequar a quantidade de flutuadores de acordo com a quantidade desejada de energia a ser gerada, ou poder ajustar o sistema de acordo com a área disponível ou aproveitada. Por exemplo, o dispositivo de médio porte produz 5KW a partir de cada flutuador, o que significa 10KW de ambos em todos os períodos determinados, resultando em 240KWH por dia, e um montante anual de 87.600KWH.
Nestes vídeos abaixo (em inglês) você poderá encontrar o sistema em operação.