Logo ATME flat site.png

ACIDENTES FATAIS POR FALHAS NA REDE ELÉTRICA PODEM SER EVITADOS

A falta de cuidado, sobrecarga de rede, e principalmente a falta de manutenção vem sendo destacadas como as principais causas de tragédias ocorridas nos últimos anos, tanto no Brasil como no mundo todo.
A energia elétrica é importante para a vida do ser humano e suas atividades, porque através dela mantém-se funcionando diversos equipamentos elétricos e eletrônicos fundamentais para o dia-a-dia. Quando observamos estabelecimentos como hospitais, entendemos o quanto é importante a energia elétrica para manter em funcionamento o sistema de ar-condicionado, refrigeradores para manter vacinas aptas para administração, aparelhos e computadores com funções destinadas ao conforto do paciente, entre outros.
Uma tragédia recente chocou o país inteiro em um hospital no Rio de Janeiro, causado algumas mortes por danos ocorridos aparentemente no gerador, conforme primeiras conclusões não-oficiais. Uma outra tragédia recente, ocorrida por uma falha no ar-condicionado no alojamento do Flamengo, também acabou por encerrar mais cedo o sonho de alguns jogadores novatos. Além do mais, não poderíamos deixar de citar a tragédia ocorrida no Museu Nacional.
hospital-badim-1.jpeg

Créditos: (Celso Pupo /Fotoarena/Folhapress)

Segundo a Agência Brasil, em 2018, foram registrados 1.424 acidentes com origem elétrica em todo o país, sendo 836 choques, 537 incêndios por sobrecarga ou curto-circuito e 51 descargas atmosféricas (raios). Isso representou um aumento de 2,67% em comparação ao ano anterior e de 37,2% em relação a 2013, início da série histórica.
Felizmente existem diversas tecnologias que atuam com um pré-diagnóstico em tempo real para justamente alertar sobre possíveis desvios de comportamento.
A ATME | Eco Solutions, como integradora de soluções em eficiência energética e hídrica, dispõe de um sistema de monitoramento de rede, que justamente compila todos os dados gerados pela corrente elétrica, e justamente cria alertas por alguma inconsistência de comportamento de rede, que pode ser configurado por consumo por equipamento, ou por um setor no hospital, por exemplo.
Mas como funciona?

 

O sistema é composto por um conjunto de sensores wireless que permitem a medição, em tempo real, de características como tensão, potência e energia consumida. Os sensores são autoalimentados pelo campo magnético gerado pelo fio elétrico. Compila os dados de energia em um dashboard intuitivo, detecta e reporta o excesso de consumo, identifica problemas de operação e manutenção antes que aconteçam, além de identificar possíveis melhorias operacionais.
Que tal conhecer um pouco mais sobre esta tecnologia que pode salvar vidas?

 

Não deixe para o dia seguinte, pois um sistema de energia sem monitoramento pode surpreender a qualquer momento. Afinal, panes e falhas elétricas podem acontecer sem um sistema adequado para mitigar possíveis riscos. Clique no botão abaixo ou entre em contato conosco para saber mais.